RaceBrazil

RaceBrazil

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Oficina do Meu Tio Luiz


Na época se fazia de tudo em uma oficina e punham a mão na graxa com gosto. Ficava na Rua Pedroso entre Brigadeiro e Rui Barbosa. Aprendi muita coisa nessa oficina e fiz muita besteira também.
Meu tio Luiz foi registrado errado com Luiz Zulini, filho de Antonio Zullino, irmão de Amadeu Zullino, meu pai, coisas de cartório, mas ele nunca deu a mínima. Ele começou a trabalhar desde menino, era funileiro, pintor, mecânico, montava motor, mexia em câmbio e até em câmbios automáticos que eram um terror na época.
Minha família desde meu avô e seus irmãos era toda composta de mecânicos, os filhos seguiam, o único que não foi mecânico foi meu pai que não gostava. Tenho dúvidas se sabia mexer em um chave de fenda, delegava ao irmão a tarefa de fazer seus carros andarem.




12 comentários:

Rui Amaral Lemos Jr disse...

O que é BRIDOSO ?

Abs

Rui

roberto zullino disse...

Brigadeiro com Pedroso, a oficina ficava entre a Brigadeiro e a Rui Barbosa.

Rui Amaral Lemos Jr disse...

Muito bom!

João Cesar Santos disse...

aposto que era o teu parente favorito...

roberto zullino disse...

Não só meu com também da família, ele era muito mais novo que meu pai que junto com minha avó eram os chefes da "famiglia", capisce?

Belair disse...

Vejam só o QUE É uma família de mafiosos: A Bridoso tinha um telefone!!! Naquela época!!!
Privilegio de pouquíssimos...

roberto zullino disse...

Isso mesmo Belair,tinham influencia política e altas esferas, a BRIDOSO sempreparticipou na definição dos destinos da nação e do estado.
Os comitês do Jânio sempre foram em frente a oficina e o Janio vivia por lá tomando rabo de galo.
Uma coisa leva a outra e ele mandou pegar um dos muitos telefones do comitê e passar para a oficina de papel passado, estava em nome do meu tio.
Quando o Janio queria falar com alguém em segredo era na BRIDOSO que falava.
Ninguém jamais imaginaria grampear o telefone da oficina.

LD disse...

Turma do Comino (o Pelex do Solex), do Brizzi e Vitor Losacco. Saudades da época (eu era criança) mas frequentava com meu pai.
Abraço

Francisco J.Pellegrino disse...

Era um "aparelho" da mafia em São Paulo, totalmente disfarçado....genial estas lembranças..parabéns a vcs.

Luiz Antonio disse...

Ptz, primo obrigado pela lembrança que já estava quase no bau.
Pra mim foram os melhores anos da minha vida, ir lá mexer na graxa, as vezes receber uma bronca dele quando fazia uma arte, mas valeu a pena, deixou saudades.abraços grande do seu primo

F250GTO disse...

Não podemos esquecer que o Bexiga, tinha tradição em ofcinas mecanicas.
Na própria rua Pedroso, existia a oficina Thornicroft, que era especializada nos carros da marca e dava assistencia pricipalemnte para carros ingleses, Anglia, Prefect, Hillmann, Consul, Austin e outras tranqueiras do genero.
Alem de grande parte de oficinas ligadas ao automobilismo, como as do Victor Losacco, Raphael Gargiullo,Cianciaruso, Papaleo (está lá até hoje na Rua Rocha), entre outros.
Muito legal esse post e maravilhosa foto da fachada da oficina do "Tio".
Parabens Zuzu.
Romeu

E a banda passa disse...

É isso aí Romeu,
Lembro-me o Losacco (pai) rebaixando um cabeçote de um Ford 41 do meu pai, par conseguir sair da oficina na 13 de Maio com gasogenio. Meu pai disse-me que com gasolina o Fordinho era um canhão !!!!! Coisasda época
Abração
LUIZ